terça-feira, 11 de junho de 2013

Caneca art déco para menina – S. P. Coimbra


Já que andamos em maré de «articulação bloguista», como diz CMP, hoje decidimos remeter para outro dos blogues portugueses que seguimos, o Arte, livros e velharias. Na sequência da «loiça para crianças» que aí nos é apresentada, desencantámos uma velha caneca de igual temática da S.P. Coimbra.


Trata-se de uma caneca art déco de porcelana moldada, branca, com decoração polícroma e apontamentos a ouro no pé, bordo e asa. A forma remete para o modelo «Angola» já por ambos os blogues apresentado. O modelo polifacetado, com dez faces côncavas, difere desse seu congénere na asa obviamente adaptada a um gosto infantil, representando um cão estilizado. Na face principal, uma menina camponesa com ar reguila olha-nos a partir de um campo com flor. Na face oposta, complementa-se a imagem campestre com uma árvore onde se empoleira um pássaro amarelo. No fundo da base carimbo verde «Coimbra S.P. Portugal» e, inscrito na pasta, «14».
Data: c. 1935-45
Dimensões: alt. 9,5 cm


Não será uma peça de excepção, e muito menos adequada a um chá, mas cheia de leite com Toddy terá feito as delícias da menina que a possuía. Havia outras com decorações mais adequadas a rapazes porque isto da clivagem de sexos era levada a peito na altura. Talvez este outro modelo que igualmente ilustramos, recolhido na net, fizesse parte desse imaginário que se pretendia mais masculino. O achocolatado em pó da marca Toddy começou a ser comercializado em 1930. E, a propósito, «já tomou seu Toddy hoje?» …


4 comentários:

Maria A. disse...

Estas loiças para crianças são uma delícia,com os seus desenhos ingénuos e cheios de cor, para mim uma constante tentação que vou conseguindo controlar... Por isso apreciei muito esta vossa "articulação bloguista".
É um belo exemplar da S.P. Coimbra cujo formato, com as facetas e aquela pega em argola - a formar uma animalzinho que não sei se é cão se é coelho - guardo nas minhas memórias mais longínquas. Não sei se cheguei a ter uma ou se terá sido de alguma amiguinha a quem eu certamente invejei a sorte... :)
E a lata de Toddy ficou aqui mesmo a matar!
Abraços

AM-JMV disse...

Um de nós viu a sua infância rodeada de loiça infantil de Sacavém. Não sobrou nada. O outro, nas selvas de Moçambique, ficou-se mais pelos brinquedos sul-africanos, que loiças eram coisas para adultos.
Beijinhos

Sandra Pena disse...

Bom e eu a pensar que era o capuchinho vermelho e o lobo mau! Hehehehe

Gostei de ver, é ternurento.
Beijinhos, Sandra

AM-JMV disse...

Olá Sandra,
Boa versão dos acontecimentos :)
Mas no caso o perigo está no canário...
Beijinhos